Login

Fechar

Esqueceu a senha?

Fechar

22 OUTUBRO 2018 00:00 Cotidiano
  • Compartilhe

Mãe vende bonecas a R$10 para custear tratamento da filha

Valeria Fehlberg, moradora de Vila Velha, utiliza a renda obtida com a venda das bonecas para realizar o tratamento da filha Rillari, portadora de uma síndrome muito rara

Por: Isabella Mariano

bonecas
Toda a renda obtida com a venda das bonecas é revertida para o tratamento da pequena Rillari

Com menos de 15 mil casos por ano no Brasil, a Trissonomia 18, também chamada de Síndrome de Edwards, é considerada uma síndrome muito rara. Trata-se de uma anomalia genética grave que afeta o comportamento motor e cognitivo do bebê, dando-o muitas vezes uma expectativa de vida muito baixa. Porém, esses índices não desanimam a mãe Valeria Fehlberg, moradora de Vila Velha, mãe de Rillari Sophia, portadora da síndrome.

De acordo com Valeria, ela tinha apenas um mês de idade quando foi diagnosticada. “Foi difícil, pois com o diagnóstico, ouvi e pesquisei coisas que não queria acreditar. A síndrome é tida como incompatível com a vida, com pouca esperança de desenvolvimento”, afirma a mãe. Muitos bebês com Síndrome de Edwardas morrem antes de um mês de vida, alguns até antes de um completarem um ano. E foi isso o que Valeria ouviu de alguns médicos logo que sua filha foi diagnosticada.

“Eu vivi um tempo esperando acontecer o pior. Foi um Primeiro ano difícil, com idas e vindas de hospitais, sempre com o medo. Lembro que fiz a festinha pra comemorar o primeiro aniversário, mas comprava as coisas com medo de não acontecer”. Indo contra as estatísticas, contudo, a pequena Rillari completará 5 anos no mês de dezembro.

rollari
Valeria ao lado de sua filha, comemorando mais um ano de vida de Rillari | Foto: Reprodução/Facebook

Valeria ficou desempregada logo no primeiro ano de vida de Rillari, então buscou uma alternativa que pudesse se encaixar com a rotina da filha. Rillari precisa de muitos cuidados específicos e seu tratamento custa mais de R$ 3 mil por mês. A saída que ela encontrou foi vender bonecas de pano pelo valor de R$10. “Depois de tentar várias coisas, achei uma publicação de uma artesã divulgando suas bonecas de pano. E tive a ideia de vender com o nome dela. Liguei para a artesã e ela imediatamente concordou. Então, a venda é exclusivamente em prol da Rillari”, conta Valeria.

Quem quiser ajudar pode entrar em contato pelo telefone (27) 99989 8714 ou pela página no Facebook Passinhos de Rillari. Há ainda a opção de fazer doações em dinheiro em uma conta da Caixa Econômica Federal (Agência: 0173 / Operação: 023 / Conta Corrente: 4625-7 / CPF: 07691341733), em nome de Valeria Fehlberg da Silva.

Outra dica é comprar as bonecas para ajudar no tratamento da Rillari e doar os brinquedos comprados para instituições de apoio a crianças e adolescentes, como o Instituto João XXIII, a Associação dos Amigos dos Autistas do Espírito Santo (AMAES) e muitas outras.

Para saber mais sobre a história de Rillari, acesse www.facebook.com/passinhosderillari.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Comentar

* = Preenchimento obrigatório