Login

Fechar

Esqueceu a senha?

Fechar

28 FEVEREIRO 2013 - 10:00 - Cotidiano
  • Compartilhe

Dois corações realmente batem no mesmo ritmo quando estão apaixonados

Cientistas encontram sinais vitais que se imitam entre casais, segundo a matéria publicada no DailyMail Online.  

Por: Tradução livre e adaptação Sou ES (Danielle de Oliveira)

coracao

imagem ilustrativa

Casais apaixonados costumam dividir os mesmos interesses, completar os pensamentos um do outro, e rir das mesmas piadas. Agora um novo estudo sugere que até mesmo seus corações podem bater no mesmo ritmo.

Cientistas descobriram que o padrão de respiração e batimentos cardíacos de um casal podem se igualar quando estão próximos um do outro. Eles nem ao menos precisam estar de mãos dadas ou conversando para que isso aconteça. O efeito semelhante não foi observado entre estranhos.

A equipe da Universidade da Califórnia esteve estudando os efeitos físicos de se estar em um relacionamento. Eles descobriram que há mais do que simplesmente aquela sensação de coração acelerado ao se encontrar.

O líder do estudo, Professor Emilio Ferrer, disse: Nós temos observado uma série de pesquisas com as sensações que uma das pessoas envolvida em um relacionamento pode experimentar emocionalmente, mas esse estudo mostra que eles também dividem experiências em um nível fisiológico.

A equipe conduziu uma série de exercícios com 32 casais heterossexuais, com medidores de frequência cardíaca e monitores de respiração. Foi pedido a eles que sentassem a poucos passos um do outro em um quarto fechado, e eles não deveriam se falar ou se encostar. Em determinado momento, foi dito a eles que se espelhassem nos movimentos um do outro.

Os dados revelaram que ambos os parceiros demonstraram padrões similares de batidas cardíacas e respiração, mas as mulheres tenderam a se ajustar mais aos seus parceiros. “Em outras palavras, nós descobrimos que as mulheres se ajustam aos seus parceiros no relacionamento”, disse Jonathan Helm, um estudante de Doutorado da Universidade da California, em Davis. “A frequência cardíaca delas está ligada a de seus parceiros. Eu acho que isso significa que as mulheres possuem um forte elo com seus parceiros – talvez mais empatia”.

Os casais foram trocados e realizaram os mesmos exercícios com estranhos. O tempo de seus corações não apresentou sincronia, nem mesmo a frequência de suas respirações se aproximaram.

 

Leia a matéria original na íntegra aqui!

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Comentar

* = Preenchimento obrigatório