Login

Fechar

Esqueceu a senha?

Fechar

07 FEVEREIRO 2013 - 10:50 - Cotidiano
  • Compartilhe

Cuide-se no carnaval!

Turistas chegam de todos os cantos do mundo para se espalhar por estados brasileiros, incluindo nosso querido Espírito Santo, que fazem da festa tão grandiosa que ecoam alegria pelos quatro cantos do planeta. Veja as dicas, coloque em prática e viva a folia!

Por: Danielle de Oliveira

Turistas chegam de todos os cantos do mundo para se espalhar por estados brasileiros, incluindo nosso querido Espírito Santo, que fazem da festa tão grandiosa que ecoam alegria pelos quatro cantos do planeta. O feriado mais esperado do ano chegou também para alguns brasileiros, já com as malas prontas e o pé na estrada em destino à folia.

Para que nada venha a interferir nas comemorações, é preciso tomar certas precauções. Lembre-se que a vida vem em primeiro lugar e cuide-se para evitar marcas permanentes, aproveite a festa com cautela. Veja as dicas, coloque em prática e viva a folia!

SEMPRE USE CAMISINHA!

xxx

Imagem: Divulgação

De acordo com dados do Ministério da Saúde, o Brasil tem 608.230* casos registrados de AIDS, e estima-se que 150 mil brasileiros vivam com o vírus do HIV sem saber. A região sudeste concentra a maior porcentagem de casos (56%), e é a terceira em taxa de incidência de novos casos (Sul: 28,8; Norte: 20,6; Sudeste: 17,6; Centro-Oeste: 15,7; Nordeste: 12,6 casos por 100 mil habitantes).

A incidência ainda é maior em homens do que em mulheres, mas a diferença não é mais tão distante: para cada 6 casos no sexo masculino, há 1 no sexo feminino. As faixas etárias mais atingidas são de 25 a 49 anos para ambos os sexos, e de 13 a 19 anos, única faixa em que as mulheres são mais atingidas.

O meio de transmissão mais comum ainda é a relação sexual, dominante entre 83,1 casos entre as mulheres e 72,1 entre os homens. Heterossexuais apresentam o maior número de casos novos, mas somando-se aos casos já registrados, o número maior prevalece entre os homossexuais: para cada 16 casos em homossexuais, ocorrem 10 entre os heterossexuais**.

Além da AIDS, outras doenças podem ser adquiridas através do sexo sem uso de preservativos. Consideradas como um dos maiores problemas de saúde pública, as DSTs deixam o organismo mais vulnerável à aquisição de novas doenças, como a própria AIDS, citada anteriormente. A estimativa da OMS (Organização Mundial de Saúde) para novos casos no país, por ano, é a seguinte:

Sífilis: 937.000

Gonorréia: 1.541.800

Clamídia: 1.967.200

Herpes Genital: 640.900

HPV: 685.400

Durante todo o ano de 2012, 500 milhões de preservativos foram distribuídos pelo Sistema Único de Saúde, e a estimativa para 2013 é de 73 milhões somente para o período de carnaval.

Não marque bobeira! Se proteja, curta a folia e viva com saúde.

Fonte: Ministério da Saúde (www.aids.gov.br)

*Números de 2011

**Números de 2010

 

VAI DIRIGIR? NÃO BEBA!

bebida

Imagem: divulgação

Durante o carnaval de 2011, os acidentes de trânsito levaram 695 brasileiros à morte*. No ano passado, foram 122 somente nos 3 primeiros dias (sexta, sábado e domingo). Mesmo com operações da Polícia Rodoviária Federal montadas em diversos pontos das estradas e com a Lei Seca bem mais rigorosa**, condutores insistem em driblar a lei e dirigir sob efeito de álcool e drogas.

A recomendação para quem for viajar, dentro e fora do Espírito Santo, é a atenção redobrada. O motorista que for pegar a estrada precisa dirigir por ele e pelo próximo para não participar, sofrer ou causar acidentes.

Lembre-se de andar sempre dentro do limite de velocidade permitido, não ultrapassar em curvas, pontos cegos e trechos com faixa contínua, e nunca pegar a direção após ingerir drogas (lícitas ou não). Tenha responsabilidade e preserve a vida!

*Fonte: Seguro DPVAT

**Nova Lei Seca: Se o condutor for flagrado com uma taxa igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar (mg/l), será autuado e multado em R$ 1.915,40, respondendo por infração gravíssima, terá a carteira de habilitação recolhida e o direito de dirigir suspenso por 12 meses. O registro de uma taxa igual ou superior a 0,34 mg/l incorrerá em crime, punível com detenção de seis meses a três anos.

Tenha um bom carnaval, independente do seu destino. Valorize a vida e tome cuidado, queremos você de volta depois do feriado.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Comentar

* = Preenchimento obrigatório