Login

Fechar

Esqueceu a senha?

Fechar

09 FEVEREIRO 2015 - 12:00 - Cidades
  • Compartilhe

Semana começa sem ônibus na Grande Vitória

Greve dos rodoviários paralisou 100% da frota de ônibus. GVBus pediu à Justiça a ilegalidade da greve

Por: Redação Sou ES

foto1

Conforme anunciado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Espírito Santo (Sindirodoviários), a semana começou sem a circulação de ônibus na Grande Vitória. Desde a última sexta-feira (06), cartazes foram colados nos veículos, informando a população sobre o “estado de greve”.

Na manhã desta segunda-feira (09), o trânsito foi intenso e os pontos de ônibus ficaram cheios. A categoria reivindica a mudança do plano de saúde, pois alega que o atual tem um custo elevado para os trabalhadores. Segundo o Sindirodoviários, a paralisação será mantida até o pedido ser atendido. 

A Justiça determinou que fosse obrigatório manter, no mínimo, 70% da frota em circulação nos horários de pico e 40% nos demais horários, sob pena de R$ 30 mil por dia em caso de descumprimento. No entanto, o Sindirodoviários afirma não ter recebido a notificação oficial e, por motivos de segurança dos trabalhadores, optou pela paralisação total. 

Neste primeiro dia de greve, o único serviço que continuou funcionando foi o Mão na Roda, que atende deficientes físicos. Com a greve, estima-se que cerca de 1 milhão de pessoas podem ser afetadas pela ausência do serviço. 

O Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) entrou com medidas judiciais para que a greve seja considerada ilegal. Por meio de nota, a GVBus informou que a mudança do plano de saúde só poderá ser feita após um ano, quando acaba a validade do contrato com a prestadora de serviços.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Comentar

* = Preenchimento obrigatório