Login

Fechar

Esqueceu a senha?

Fechar

08 MAIO 2014 - 14:04 - Cidades
  • Compartilhe

É divertido ser cafona!

Evento acontece este fim de semana no município de Colatina

Por: Leonardo Vais

cafona_divulgação
O humorista Christian Pior e a Banda Blitz na edição de 2011 da Festa do Cafona/ Foto: Divulgação

Os acessórios? Muito extravagantes. As roupas? Nada discretas. Os penteados? De gosto duvidoso. Mas o que manda mesmo é o bom humor já que estamos falando da tradicional Festa do Cafona, que acontece em Colatina e em 2014 chega a sua 27ª edição.

Para o cantor colatinense Fernando Balarini, esse é um momento de celebração da cidade, já que a festa anima todo o município. “O dia do baile faz as pessoas ficarem mais alegres e receptivas, é maravilhoso ver a cidade se movimentando e contagiando as pessoas todas vestidas de roupas cafonas, engraçadas e algumas ainda com looks bem bizarros”.

Os looks são uma história à parte. Fernando acredita a ‘pré-produção’ é um dos melhores momentos do evento, já que amigos e familiares trocam roupas antigas e ‘cafonas’. “O meu melhor ‘look’ foi num ano que peguei uma calça boca de sino cor vinho do meu pai, que ele usou nos anos 60, uma camisa manga longa cor vinho e cheia de glitter, também do meu pai, e um terno branco que não lembro de quem era [risos].E claro, um bigodinho fininho super tosco, com um cabelo lambido, cheio de gel”, relembra o cantor, que já perdeu as contas de quantos bailes esteve presente.

Os shows

cafona_divulgação
Jerry Adriani é a principal atração da festa deste ano/ Foto: Divulgação

Além do visual, a festa traz para Colatina vários nomes de sucesso do cancioneiro “brega” brasileiro, das Paquitas e Gretchen até o pop farofa do Double You. Neste ano, a atração principal da festa é o cantor Jerry Adriani, um dos maiores nomes da Jovem Guarda.

Balarini tem ótimas lembranças de algumas apresentações que assistiu. “Engraçado que gostei muito de todos os shows, até mesmo daqueles que não conhecia quase nenhuma música, tipo o show do Ritchie, que eu só conhecia ‘Menina Veneno’ e foi um show muito divertido! Mas sem dúvida shows como o do Sidney Magal e Reginaldo Rossi são inesquecíveis!”.

Estreante na festa

O estudante de publicidade Thiago Morgado vai pela primeira vez a festa, depois de um convite da namorada, Julia Barone, que neste ano vai ao evento pela quarta vez. “Eu já tinha ouvido falar da reputação da festa por amigos que tinham ido, e acho legal a proposta de um baile cafona”, conta Thiago.

Julia Barone considera o Cafona uma “festa diferente”, que mexe com as pessoas do norte do estado. “Tem gente de todas as idades, já fui com amigas e seus pais. Acho que é a melhor festa de Colatina. Além disso, o Cafona envolve a cidade toda, antes bem envolvia mais, mas ainda assim movimenta muito a cidade. É bonito ver e participar disso”.

História

cafona_divulgação
O figurino da galera na edição de 2013 da festa/ Foto: Divulgação

A festa surgiu em 1988 quando Bambam Negrelli reuniu no quintal de sua casa um grupo de 17 pessoas. Decoraram a casa com capas da extinta revista Manchete, além de fotos da Contigo!, de fotonovelas, entre outras revistas. No ano seguinte a festa contou com mais de 30 pessoas, sendo transferida para o clube da antiga Vale do Rio Doce até o ano de 1993. Depois montaram a festa no Clube Itajuby. O resto é o grande sucesso que todo mundo já conhece.

A repercussão da festa é tão grande que Juliana acredita que o evento é muito mais que uma simples festa à fantasia. “O mais interessante é ver como as coisas vão se modificando e algumas voltam com muita força. O que era considerado cafona numa edição pode não ser na outra. E quanto à música, uma outra geração pode entrar em contato com um estilo diferente e se divertir enquanto isso”. Fernando Balarini acredita que o evento se tornou uma atração turística da cidade: “A festa é inspiradora, divertida, muito alegre, e se tornou uma marca forte da cidade de Colatina".

Serviço
Confira as informações completas sobre a 27ª edição da Festa do Cafona na Agenda Sou ES. Clique aqui.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Comentar

* = Preenchimento obrigatório