Login

Fechar

Esqueceu a senha?

Fechar

12 MAR�O 2014 - 12:00 - Cidades
  • Compartilhe

É dia de lutar contra a homofobia!

O dia 12 de março entrou no calendário de Vitória para marcar a luta LGBT. Veja a programação para a data

Por: Aline Alves

1

Nesta quarta-feira (12), a cidade de Vitória marca pela primeira vez em seu calendário oficial o Dia Municipal contra a Homofobia. A data foi instituída no final de 2013 a partir da sanção da lei n° 8.552/13. Mas o que essa data realmente significa?

Para o vereador Marcelão (PT), responsável pelo Projeto de Lei, esta é uma forma de dar visibilidade à luta LGBT. “Essa data é para que as pessoas comecem a entender o que significa homofobia, porque se você falar sobre isso, eu tenho certeza que muita gente não vai saber do que se trata. Então a gente pensou nisso justamente para divulgar, para inserir na cabeça das pessoas que não dá mais para aguentar essa discriminação e violência que muitos sofrem na pele”, disse.

Para quem ainda não está familiarizado com o termo, “homofobia” significa o preconceito - medo, antipatia, sentimento de ódio etc. - contra pessoas homossexuais, sejam gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais, transgêneros ou a qualquer atitude de afeto que “sugira” a homossexualidade. Um exemplo desse último caso aconteceu em julho de 2011, em São João da Boa Vista, a 225 km de São Paulo. Pai e filho foram confundidos com um casal gay por estarem abraçados e o homem de 42 anos foi agredido por um grupo de sete pessoas e teve parte de sua orelha decepada. Situações de desrespeito como essa acontecem todos os dias em várias regiões do país. Vitória, inclusive, está há anos no topo do ranking das capitais mais homofóbicas do país.

A militante transexual Deborah Sabara acredita que a data é importante, principalmente para que a partir dela se possam criar outros marcos legais. “Você pode usar isso para trabalhar no próprio governo, na gestão, na escola, na família. O movimento pode cobrar alguma política para esse dia. A população LGBT quer dizer que existem muitas demandas e que às vezes elas não são visíveis para os olhos de algumas pessoas”, afirma. Deborah é coordenadora do Fórum Estadual LGBT no Espírito Santo e realiza diversas atividades voltadas a essa população, como o projeto “Trans em Ação”, que lida diretamente com transexuais e travestis marginalizadas ou em situação de violência.

O dia 12 de março foi escolhido como Dia Municipal contra a Homofobia para fazer homenagem à fundação da primeira organização do Estado voltada à defesa dos direitos homossexuais, a Triângulo Rosa. A ONG foi criada na década de 90 por Amylton de Almeida e Waldo Mota.

Para marcar a data, acontece nesta quarta-feira uma audiência pública na Câmara Municipal de Vitória, a partir das 19 horas. O evento terá a presença de Keila Simpson, do Conselho Nacional LGBT, e representantes do Fórum LGBT, do Ministério Público, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Conselho Regional de Psicologia (CRP), entre outros.

A audiência pública será transmitida ao vivo pela TV Câmara e todos podem mostrar a apoio à causa também nas mídias sociais usando a hashtag #VitóriaSemHomofobia.

1

Vem pra rua!
Além da audiência pública, outros dois eventos para debater as causas LGBT acontecem em Vitória nesse período. Veja:

Cineclube diversidade: sessão Triângulo Rosa no ES

1
Como já dissemos acima, 12 de março foi a data escolhida para ser o Dia Municipal contra a Homofobia em homenagem à fundação da ONG Triângulo Rosa. Nesta quinta-feira (13), o Cineclube Diversidade realiza uma sessão no Arquivo Público do Estado e faz homenagem ao jornalista Amylton de Almeida, um dos fundadores da ONG. Amylton teve bastante importância no cenário cultural capixaba, especialmente devido ao seu trabalho como crítico de cinema e cineasta.

Na ocasião será exibido o filme “Bent” (1997, Reino Unido e Irlanda do Norte), de Sean Mathias. O longa metragem traz para o cinema um retrato da vida dos homossexuais durante o nazismo, que usavam uniformes com um triângulo rosa para serem identificados. O evento tem início às 19h30 e a entrada é franca.

1º Praia das Cores

1
Celebrar a diversidade ao ar livre é um jeito diferente de lutar contra a homofobia! É isso que acredita o Grupo CORES - Consciência, Orgulho e Respeito no Espírito Santo, que produz o 1º Praia das Cores, encontro que busca “conquistar espaço” para a comunidade LGBT. Durante três anos o grupo também tem realizado o evento similar Piquinique das Cores, no Parque Pedra da Cebola, com grande participação de público.

A primeira edição do Praia das Cores acontece nesta sábado (15), a partir das 16 horas, na praia Curva da Jurema, em Vitória. Pegue sua canga e guarda-sol e apareça por lá!

O Sou ES acredita e sonha com uma #VitóriaSemHomofobia!

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Comentar

* = Preenchimento obrigatório