Login

Fechar

Esqueceu a senha?

Fechar

25 OUTUBRO 2019 00:00 Cultura
  • Compartilhe

Escritora capixaba participará da Bienal do Livro de Contagem

Lilian Menenguci, professora e escritora capixaba, é autora de "Os Medos de Lili", "Casa de Papel" e "A Criança Mágica", todos voltados para o público infantojuvenil.

Por: Isabella Mariano

1

“Foi a literatura que me trouxe a oportunidade de conhecer outras concepções de mundo”, conta, apaixonada pelas letras, a professora e escritora Lilian Menenguci. Autora dos infantojuvenis, “Os Medos de Lili”, “Casa de Papel” e “A Criança Mágica”, e do livro de poemas “Palarvas de Borboletras”, Lilian está prestes a dar mais um passo importante em sua jornada literária. A capixaba participará da terceira edição da Bienal do Livro de Contagem, em novembro.

Por reconhecer um potencial pedagógico na literatura, Lilian costuma, em seus projetos, unir educação e literatura - tendo ainda, em mente, o princípio da inclusão. “Acredito que o principal papel pedagógico da literatura é não se assumir, exclusivamente, nesse papel. Aposto numa educação que se pensa complexa, tecida junta, que valoriza a religação de saberes, que potencializa o diálogo, o inesperado, a incerteza, o singular e o múltiplo”, afirma.

Reflexo de suas pesquisas interdisciplinares, a escritora lançou os livros “Educação, Educação Especial, Inclusão e Arte: para além do chão e dos muros da escola comum” e “Memórias de Alfabetização: narrativas sobre aprender a ler e a escrever”. Hoje, Lilian é, entre tantas coisas, professora Doutora em Educação, pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e atua na Rede Doctum de Ensino.

A autora participou recentemente do II Encontro Nacional da Rede de Leitura Inclusiva, que ocorreu em agosto deste ano, em São Paulo. Essa Rede, da qual Lilian faz parte, tem o objetivo primordial de ampliar o acesso à leitura de um modo geral e, mais especificamente, para as pessoas com deficiências, oferecendo, até mesmo, conteúdos em formatos acessíveis.

2
O projeto "Livros Gigantes" é uma das diversas ações idealizadas por Lilian Menenguci | Foto: Divulgação

“Participar do encontro em São Paulo foi sensacional! Tivemos a oportunidade de ampliar nossos saberes e compartilhar nossos fazeres. Mais que isso, foi uma chance de estar diante da perspectiva de uma sociedade que se pretende, de direito e de fato, mais inclusiva e que, para isso, tem colocado a mão na massa”, conta a escritora.

Desde 2015, Lilian idealiza e coordena o projeto “Livros Gigantes”, também reflexo de um empenho em promover o incentivo à leitura, especialmente entre o público infantil. Agora, a autora se prepara para participar da Bienal do Livro de Contagem. O momento é significativo e o intercâmbio literário pode render bons frutos para a cena literária capixaba.

“Durante o evento, terei a oportunidade de apresentar meu trabalho literário, sobretudo voltado ao público infantil, tanto quanto de falar sobre as singularidades que o caracterizam. Espero, estando em terras mineiras, representar, e bem, o povo capixaba, de modo geral, tanto quanto aquelas e aqueles que produzem literatura por aqui”, comenta Lilian.

A Bienal do Livro de Contagem acontecerá nos dias 8, 9 e 10 de novembro, e contará com a participação de diversos outros nomes de destaque. Entre eles, o professor Gustavo Forde, da Universidade Federal do Espírito Santo; a pesquisadora Anielle Franco; e a escritora Conceição Evaristo.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Comentar

* = Preenchimento obrigatório