Login

Fechar

Esqueceu a senha?

Fechar

05 MARÇO 2018 00:00 Cultura
  • Compartilhe

Cinco cantoras capixabas para ficar de olho em 2018

Já começamos março, o mês das mulheres, indicando nomes para aumentar a sua playlist. Confira!

Por: Isabella Mariano

cantoras

Março é o mês das mulheres. Um mês de luta e de celebrar vitórias, mas também um mês de exaltar mulheres que tem trilhado seus caminhos de forma singular. Dessa forma, começamos o mês destacando cinco mulheres capixabas que têm despontado no cenário musical, trazendo visibilidade tanto para a cultura do Espírito Santo, quanto para as diversas causas que defendem em suas letras.

Abaixo, confira nossa lista indicando cinco cantoras poderosas, e uma banda só de mulheres, que estão se destacando no cenário musical contemporâneo:

1. Ana Muller

Em 2012, Ana Muller começou a disponibilizar suas músicas na internet, no melhor estilo voz e violão. Com forte carga poética, as músicas de Ana são todas autorais e, aliadas à voz potente e suave da cantora, acabam criando um ambiente introspectivo e experimental. Seu primeiro disco, que leva seu nome como título, foi lançado em 2017 e conta com mais de 90 mil visualizações no Youtube. O lançamento é do selo Garimpo, criado pelo Grupo Brasileiríssimos – que detém mais de nove milhões de fãs nas redes sociais. Ou seja, a tendência é ver Ana voando cada vez mais alto!

2. Gabriela Brown

Há dois anos, Gabriela Brown se lançou no cenário musical, cantando em pubs e bares versões poderosas de músicas consagradas. Brown nasceu na França, mas vive desde a infância no Espírito Santo, então é capixaba de coração e por isso merece entrar para nossa lista! Em junho de 2017, a cantora lançou sua primeira música autoral na internet, intitulada “Anti Maré”. Mais tarde, em novembro, veio o lançamento da música “Bonito é o quê?” que, além de mostrar a potência e o groove únicos da cantora, mostram a força que há em suas letras. 2018 só começou e o que será que vem por aí?

3. GAVI

Reunindo elementos do groove, do R&B, da música eletrônica e da black music, a cantora e compositora capixaba GAVI, natural de Cachoeiro de Itapemirim, lançou seu primeiro EP em setembro de 2017. O disco, intitulado “A Conta-Gotas”, conta com três faixas autorais: “Meu Bem”, “Chico Já Dizia” e “RE:”. O lançamento veio acompanhado do videoclipe da música “Meu Bem” em seu canal no Youtube. Com direção das produtoras capixabas Lupino Filmes e Claraboia Imagem, o vídeo já conta com mais de 200 mil visualizações e 11 mil curtidas. Se você curtiu o som, a dica é ficar de olho nos próximos passos da cantora!

4. Mariana Coelho

Capixaba de Vila Velha, Mariana Coelho ganhou o cenário nacional recentemente por sua participação no programa The Voice Brasil 2017. A cantora encantou o público com seu timbre diferenciado e sua voz rouca, que combinou perfeitamente com músicas como “Diamonds”, da Rihanna, e “Me & Mr. Jones”, de Amy Winehouse. Agora, nos resta acompanhar a carreira da cantora de apenas 17 anos que mal começou!

5. Budah

Representando o cenário do rap, Budah entra para nossa lista como uma aposta e um desejo de ver mais da cantora neste ano. Em 2017, ela lançou no Youtube a canção “Neguin” pela gravadora capixaba Timeless Records. A música conta, hoje, com mais de 35 mil visualizações! Se o começo já foi assim, imagine o que ainda tem por vir?

EXTRA: Melanina MCs

O Melanina MCs não é uma cantora, mas traz quatro cantoras poderosas para completar nossa pequena lista. O grupo de rap foi formado em 2013 e conta hoje com Mary Jane, Geeh, Loli e Afari em sua formação. Há cinco anos atuando no cenário musical e na cena hip hop do Espírito Santo, o Melanina lançou neste ano de 2018 seu primeiro disco, intitulado “Sistema Feminino”, com 10 músicas autorais, disponível no Spotify, Itunes e Youtube. Em suas letras, as cantoras trazem suas vivências, abordando a realidade da mulher negra e outros temas que envolvem seu cotidiano.

Comentários

Nenhum comentário ainda.

Comentar

* = Preenchimento obrigatório